Portal do Governo Brasileiro
Logotipo Incra


Acadêmicos de Comunicação Social divulgam produção orgânica de assentamentos gaúchos


Publicado dia 07/06/2019
Família Bourscheid recebeu os acadêmicos no assentamento Santa Rita de Cássia II
Crédito: Incra/RS
 
 
A troca de experiências entre universitários e agricultores que investem na produção sem agrotóxicos em áreas da reforma agrária deu origem ao projeto “Produção orgânica em pauta nos assentamentos”. Proposta pelo Incra em parceria com a Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Fabico/Ufrgs) e apoio da Superintendência Federal da Agricultura (SFA), a ação, que envolve graduandos de Comunicação Social, vai resultar em reportagens e conteúdos para divulgar a produção orgânica gaúcha.
 
Por meio do projeto, foi proporcionada visita a assentamentos da região metropolitana de Porto Alegre, na segunda-feira (3), como parte da agenda da Semana dos Alimentos Orgânicos 2019. Os alunos conheceram horta, viveiro de mudas e uma estrutura de beneficiamento de arroz localizados nas áreas de reforma agrária Santa Rita de Cássia II e Capela, ambas no município de Nova Santa Rita. Todas as iniciativas possuem qualidade orgânica reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
 
Antes do encontro com os anfitriões, o técnico do Incra/RS Décio Monteiro elencou as atribuições da autarquia, com destaque para a gestão da malha fundiária e pontos da legislação agrária. "Nossa intenção ao trazer os estudantes até aqui é oportunizar uma vivência concreta a eles, unindo teoria e prática”, explicou.
 
O esforço abriu novas perspectivas aos visitantes. “Foi meu primeiro contato com a zona rural. Nunca imaginei esta relação dos agricultores que vendem para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Está tudo interligado”, afirmou Guilherme de Paula, do terceiro semestre de Publicidade e Propaganda.
 
“Fiquei impressionada com a produção de mudas. Não tinha pensado na importância dessa parte para a alimentação”, comentou Jéssica Maciel, aluna de Relações Públicas. Já para a colega Dardãnia Curtinaz, o aprendizado mais significativo ficou por conta do manejo necessário ao equilíbrio do solo. Outras três voluntárias – duas estudantes de Jornalismo e uma da área de design – também se envolveram na atividade.
 
Segundo adiantou o professor Basílio Sartor, um dos coordenadores que participou da ida a campo, todos os materiais produzidos serão compartilhados. O docente enfatizou o aproveitamento das entrevistas e imagens feitas, assim como a contribuição da experiência para a formação dos futuros profissionais. “O contato com os produtores possibilitou aos estudantes o exercício de técnicas de reportagem que aprendem na faculdade, além de ampliar o conhecimento acerca deste tema tão relevante para a sociedade. Experiências como esta enriquecem o repertório profissional e pessoal de cada um”, avaliou.
 
A atividade possui, ainda, interface com o Programa Fabico Sustentável, que originou a feira orgânica semanal nas dependências da faculdade, entre outros desdobramentos. De acordo com a professora Vera Schmitz, a proposta também dialoga com o projeto Contraponto – Entreposto de Cultura, Saúde e Saber, local de comercialização operado por 12 empreendimentos de economia solidária no campus central da Ufrgs e coordenado por uma das famílias visitadas em Santa Rita de Cássia II.
 

Assessoria de Comunicação Social do Incra/RS
(51) 3284-3309 / (51) 3284-3311
imprensa@poa.incra.gov.br
incra.gov.br/rs
facebook.com/IncraRS

Ir para o Topo