Portal do Governo Brasileiro
Logotipo Incra


Incra entrega obras para agroindustrialização e comércio de produtos em Minas Gerais


Publicado dia 06/07/2018
Centro vai comercializar produtos da reforma agrária e agricultura familiar
Crédito: Ascom Incra/MG
 
Famílias assentadas no município de Joaquim Felício (MG) receberam, na quarta-feira (4), um Centro Comercial e uma “Casa do Mel” - para beneficiamento e escoamento da produção. Em solenidade de inauguração no assentamento Final Feliz, o Incra entregou as obras, que foram executadas em parceria com a Prefeitura Municipal de Joaquim Felício. O investimento total foi de R$ 347,2 mil. 
 
O Centro Comercial João Benedito Bileu foi construído em espaço comunitário do assentamento, às margens da rodovia BR 135. Com área total de 234 metros quadrados, possui seis lojas externas e oito internas, além de dois banheiros e as instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias.
 
Na ocasião, representantes do Incra e da prefeitura assinaram o Contrato de Permissão de Uso de Bens Públicos para que parte do centro comercial também seja utilizado para comercialização de produtos originários da agricultura familiar. Com isso, sete lojas serão destinadas a agricultores familiares do município e outras sete aos assentados. 
 
Conforme o presidente da Associação dos Moradores de Catone Novo (formada pelos assentados), Jairo Apolinário Lemos, com a abertura do centro comercial e a possibilidade de um ponto fixo de vendas, as famílias pretendem implantar uma horta comunitária, a fim de complementar a produção leiteira, que é a principal atividade produtiva no local. O assentamento, único no município, possui 107 famílias. 
 
Já a “Casa do Mel” compreende um espaço de cerca de 80 metros quadrados, sendo 38 metros quadrados para a casa de processamento e envasamento e 42 metros quadrados para depósito e escritório. A ideia é estimular a produção de mel, uma vez que o assentamento se encontra em uma área propícia para este tipo de exploração.  
 
Parcerias
Por meio de convênio, a autarquia aplicou nos dois empreendimentos R$ 339,7 mil com contrapartida de R$ 7,4 mil da prefeitura - responsável pela execução das obras. 
 
Para o superintendente do Incra em Minas Gerais, Robson de Oliveira Fonzar, as parcerias são fundamentais para implementar políticas públicas nos assentamentos. “A venda costuma ser a maior dificuldade dos agricultores. Da porteira para dentro, eles produzem com qualidade e quantidade suficiente. Da porteira para fora, o lucro é suprimido pelos atravessadores. Centros de comercialização como esse possibilitam que o agricultor elimine o atravessador e agregue valor aos seus produtos. Oportuniza também a divulgação da agricultura familiar, colocando ela em um patamar que realmente merece. A sua instalação em uma rodovia movimentada também é estratégica para essa visibilidade”, avalia Fonzar.
 
 
Assessoria de Comunicação Social do Incra/MG
(31) 3284-7446
comunicacao@bhe.incra.gov.br
www.incra.gov.br/mg

Ir para o Topo