Portal do Governo Brasileiro
Logotipo Incra


Seminário aborda diferentes aspectos dos alimentos orgânicos no Rio Grande do Sul


Publicado dia 08/06/2018
 
“Alimentação orgânica: consciência, vida e saúde”. Com esta tônica, o Seminário de Encerramento da Semana dos Alimentos Orgânicos (SAO) reuniu cerca de 350 pessoas em 5 de junho, no auditório do Ministério Público Estadual, em Porto Alegre. O Incra no Rio Grande do Sul fez parte da equipe promotora do evento, como integrante da Comissão de Produção Orgânica do estado (CPOrg/RS).
 
O encontro iniciou com o professor Adair Pozzebon, secretário-executivo da Associação Pró-Escolas Famílias Agrícolas (Agefa). Segundo ele, a agroecologia é uma alternativa para a permanência dos jovens no campo, por abrir perspectivas de renda aliadas à saúde e à qualidade de vida. O educador salientou a necessidade de oferecer oportunidades de estudo, concomitante à atividade agrícola, de modo a evitar o êxodo das novas gerações. “Hoje o Rio Grande do Sul possui 350 estabelecimentos da agricultura familiar e 259 mil jovens no campo. Precisamos viabilizar a sucessão dessas propriedades de maneira sustentável”, afirmou.
 
Já a professora da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAMV) da Universidade de Passo Fundo (UPF), Cláudia Petry, lembrou que o cultivo e o consumo de alimentos são escolhas pessoais. “Posso preferir comida com veneno ou não”, alegou. Conforme a pesquisadora, os selos credenciados junto aos órgãos competentes são aliados na identificação da procedência orgânica dos alimentos, especialmente quando baseados na certificação participativa – na qual agricultores e compradores unem-se para atestar o método de produção livre de insumos sintéticos.
 
A engenheira agrônoma ainda apresentou uma série de estudos sobre os efeitos de transgênicos e de diversos defensivos agrícolas sobre os seres vivos. “O trabalho de um agricultor orgânico não tem preço. Ele nos poupa de limpar a água dos agrotóxicos”, observa a professora ressalvando que a descontaminação é cara e limitada.
 
Com base em quatro décadas de estudos, a jornalista e escritora Sonia Hirsch complementou as falas alertando que, entre outras doenças, resíduos de elementos não absorvidos pelo corpo também facilitam a instalação de parasitas. “Estes bichinhos só permanecem se existe lixo no organismo”. Em contrapartida, relatou hábitos que transformam “a comida em medicamento”, com destaque para a alimentação orgânica à base de plantas também saudáveis. 
 
Assentamentos
 
Após as palestras, houve degustação de frutas orgânicas organizada pela cooperativa Pão da Terra, mantida por assentados de Eldorado do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre (RS). A atividade foi acompanhada por uma feira demonstrativa da diversidade produtiva da agroecologia no estado.
 
O Rio Grande do Sul apresenta 2.667 unidades produtivas orgânicas cadastradas junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Neste universo, 365 famílias assentadas possuem certificação por auditoria externa, concedida por empresas credenciadas para fiscalizar o método produtivo. Além disso, na região metropolitana, a Cooperativa Central dos Assentamentos do Rio Grande do Sul (Coceargs) estruturou uma Organização Participativa de Garantia da Qualidade Orgânica (Opac), que confere certificado a 125 assentados e permite a outras 53 famílias realizarem comercialização direta em feiras e entregas por meio de um Organismo de Controle Social (OCS).
 
Somente no entorno da capital, os assentados participam de 40 feiras orgânicas atualmente, fora iniciativas pulverizadas no interior do estado, as quais recebem acompanhamento de OCSs locais.
 
SAO
 
A Semana dos Alimentos Orgânicos é uma campanha nacional realizada desde 2005, com o objetivo de estimular a produção e o consumo de alimentos sem agrotóxicos, nem fertilizantes sintéticos. 
 
Nos estados e no Distrito Federal, ela ocorre por meio de ações promovidas por entidades parceiras com apoio das CPOrgs regionais. Os eventos culminam em 5 de junho – Dia Mundial do Meio Ambiente.
 
 
Assessoria de Comunicação Social do Incra/RS
(51) 3284-3309 / 3311
imprensa@poa.incra.gov.br

Ir para o Topo