Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Oitenta assentados de Petrolina (PE) são orientados sobre manejo do solo
Início do conteúdo da página

Oitenta assentados de Petrolina (PE) são capacitados sobre análise do solo

Publicado: Quinta, 20 Fevereiro 2020 18:06 | Última Atualização: Quinta, 20 Fevereiro 2020 19:39
Atividades aconteceram nos assentamentos Mansueto de Lavor e São José Ramos - Foto: Incra/MSF
Atividades aconteceram nos assentamentos Mansueto de Lavor e São José Ramos - Foto: Incra/MSF

Agricultores de quatro assentamentos do município de Petrolina (PE) receberam um Dia de Campo promovido pelo Incra no Médio São Francisco, nesta quarta-feira (19). Os 80 participantes foram capacitados sobre análise e uso sustentável do solo, durante atividades ocorridas nos assentamentos Mansueto de Lavor, no período da manhã, e São José Ramos, no turno da tarde.

Os trabalhadores rurais receberam orientações sobre a forma adequada de coleta de solo para análise química completa, incluindo macro e micronutrientes, pH e condutividade elétrica, além de matéria orgânica para a CTC (capacidade de troca de cátions), que permite a correção necessária para melhor aproveitamento produtivo do solo.

No Mansueto de Lavor, além de beneficiários da própria comunidade, participaram ainda agricultores do assentamento São José do Vale. Já no São José Ramos, o curso também foi direcionado para os trabalhadores rurais do assentamento São Francisco. Em ambos os casos, os participantes se comprometeram em repassar as técnicas aprendidas aos demais assentados de suas respectivas áreas de reforma agrária que não puderam comparecer à capacitação. Desta forma, o treinamento beneficiará, direta e indiretamente, 276 famílias dos quatro assentamentos.

Os eventos fazem parte do cronograma de atividades resultante do Termo de Execução Descentralizada (TED) firmado entre o Incra no Médio São Francisco e o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF-Sertão), com o intuito de atender, por um período de dois anos, 2.124 famílias assentadas, com consultoria e análise de solo. No segundo momento do projeto será realizada a orientação aos agricultores sobre o manejo para a correção adequada da sua unidade produtiva.

O curso foi ministrado pelos técnicos do Incra/MSF, Fábio Gonçalves e Edurval Vanderlei, e pelo bolsista do IF-Sertão, Marcos José Ezequiel. Para Vanderlei, esse é um trabalho pioneiro na regional: “Trata-se de um projeto audacioso e, ao mesmo tempo, necessário, que é a análise de solo, fator fundamental para efetivar a produção da agricultura familiar”, avalia.

O trabalhador rural assentado no Mansueto de Lavor, Alieu Matias Alves, considerou o encontro muito instrutivo. “Ações como estas são de extrema importância, inclusive já cobrei que aconteçam mais vezes, porque eventos assim nos orientam e conscientizam, principalmente a nós que somos agricultores familiares assentados e trabalhamos com muitas variedades de culturas, para que evitemos danos ambientais e salinização do solo”, explica.

O manejo sustentável do solo e da água são essenciais para a agricultura irrigada, gerando aumento de produção e manutenção da qualidade ambiental. O incentivo à adoção de práticas de manejo, com adubação verde e orgânica, contribui para a fertilização, cujo propósito é a diminuição de insumos externos a partir da ciclagem de nutrientes (reciclagem ecológica), aumentando, assim, a qualidade do solo e da água e diminuindo impactos ambientais e climáticos.


Assessoria de Comunicação Social/Médio São Francisco
(87) 3861-2790/ (87) 3861-2817
ascom@pnz.incra.gov.br
incra.gov.br/medio-sao-francisco

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página